A que nos propomos

  • Fazer do diálogo o meio de dissolver/extinguir os conflitos, tentando criar soluções conciliadoras;
  • Garantir que todos os associados têm liberdade para expor os seus problemas e reivindicações de forma a serem discutidos e analisados pelos órgãos do SPPOL responsáveis pela temática apresentada;
  • Desenvolver análises críticas e debates coletivos sobre assuntos fundamentais à profissão;
  • Defender os direitos individuais dos seus associados;
  • Defender os interesses coletivos dos profissionais de polícia;
  • Ser o veículo de comunicação entre os nossos associados e a tutela, defendendo de forma ativa e responsável os seus interesses e preocupações;
  • Promover a valorização profissional e pessoal dos seus associados, estimulando e defendendo a formação ao longo da vida, quer seja ela conseguida através de cursos, de ações de formação, de conferências, de seminários, quer seja conseguida através das diversas formações que pretendemos oferecer aos associados SPPOL;
  • Adotar uma postura isenta e coerente na resolução dos problemas de modo a não colocar em causa a nossa independência e liberdade;
  • Desenvolver as acções necessárias no sentido de levar a bom porto as reivindicações e aspirações dos associados SPPOL;
  • Manter os associados SPPOL atualizados, quer a nível legislativo, quer a nível de outras materias de interesse geral;
  • Estabelecer parcerias institucionais que tragam beneficios diversos aos nossos associados;
  • Incrementar o sentimento de compromisso, de união, de camaradagem entre todos os associados SPPOL criando um espírito de grupo, de equipa;
  • Gerir o SPPOL de uma forma honesta e transparente utilizando uma liderança inovadora, descentralizada e coerente com os seus princípios fundadores;
  • Contribuir ativamente na defesa e dignificação da Polícia de Segurança Pública.
 
Anúncios